Logo Vejapixel

Conheça a importância de links internos na estratégia de autoridade do site

Tópicos

Você já pensou na importância que os links internos têm para o seu site? Pensar em SEO, link building e afins é também falar sobre os links internos.

Falar de técnicas de link building sem citar a importância dos links internos é algo praticamente impossível. Apesar de muitas pessoas darem atenção apenas para os links externos, não se pode negligenciar o poder que os links internos possuem. São eles os responsáveis por melhorar a experiência do usuário em seu site e tornar suas páginas mais acessíveis tanto para os usuários quanto para os mecanismos de busca.

A verdade é que os links internos fazem parte de uma série de outras medidas da estratégia de SEO e faz toda a diferença quando falamos em posicionamento no Google. Cada técnica de SEO atua em uma frente diferente e os links ocupam um espaço significativo quando falamos em relevância e autoridade na web.

Incluir links internos de forma bem-sucedida é algo mais simples do que muitos pensam. Por isso, que tal entender mais sobre o assunto e saber como começar a posicionar os links internos em seu site com sucesso? Continue lendo as próximas linhas e bora lá!

O que são links internos?

Um link interno é aquele que direciona o seu usuário para outra página dentro do seu próprio site. Assim, o visitante pode continuar se informando enquanto permanece em seu site e explora outra página.

Em blogs, os links internos garantem a possibilidade de uma movimentação do usuário mais fácil entre os conteúdos. Estes links possuem relação entre si, o que ajuda o usuário a completar seu conhecimento. Ou seja, o usuário não precisa sair da página que está e nem fazer novas buscas para conseguir se aprofundar no assunto que está interessado.

É importante destacar que os links internos fazem parte da otimização de SEO on page. Em outras palavras, estes otimizam a estrutura interna do site, sem influenciar na externa.

Por que os links internos fazem a diferença na estratégia SEO?

Trabalhar os links internos dentro de um site é algo um tanto quanto simples e oferece benefícios expressivos de curto a médio prazo. Porém, sua simplicidade não anula o fato de que você deve entender as melhores práticas dos links internos para garantir que os resultados realmente cheguem até você.

De nada irá adiantar contar apenas com uma home page forte se as páginas dos seus produtos ou posts blog não aparecem bem na busca do Google. Tenha em mente que quem chega diretamente a uma página de compra, provavelmente já está em uma fase avançada de decisão, faltando apenas encontrar a oportunidade.

Portanto, falando em uma boa estratégia SEO, você deve se questionar se aquele link que você está fazendo faz sentido, se está relacionado com as informações que você deseja passar e se você deve usar uma âncora perfeita ou uma âncora parcial. Ao encontrar todas essas respostas, meio caminho estará andado. Lembre-se que a linkagem interna é uma técnica muito poderosa a favor do SEO do seu site. Portanto, não a deixe de lado.

A importância dos links internos para quem deseja ser reconhecido no Google

Regularmente, os algoritmos do Google fazem visitas em suas páginas na busca por conteúdos de relevância. O fato é que o Google precisa entregar os melhores resultados para os usuários, visando elevar a experiência dos mesmos.

Entretanto, não estamos falando apenas de colocar diversos links em um conteúdo e pronto. Estamos falando de links relevantes para tal conteúdo. Cada passo que você dá em relação aos links internos, você trabalha diretamente na sua classificação no mecanismo de busca. Afinal, o maior objetivo é mostrar ao Google que sua página é digna de estar nos primeiros lugares da SERPs.

Quais os tipos de links internos?

Os links internos são divididos em dois grupos, sendo eles:

Links internos navegacionais

Consiste em links implementados na estrutura de navegação do site. Por exemplo, ao clicar na palavra “serviços”, na barra de navegação de um site, você é automaticamente direcionado para todos os serviços prestados por aquela pessoa ou empresa. 

O objetivo deste tipo de link é deixar mais fácil e prática a navegação do usuário, garantindo que ele encontre o que deseja rapidamente. Neste tipo, você pode aplicar a teoria dos três cliques de distância, visando a melhoria da usabilidade e experiência do visitante. Nesta teoria, o foco é que o usuário não necessite dar mais que três cliques para encontrar o que busca.

Links internos contextuais

Os links internos contextuais são todos aqueles em que você insere considerando o teor da página. Neste artigo que você está lendo, por exemplo, você perceberá diversos textos clicáveis. Se você acessar cada um deles, poderá ver que os conteúdos se complementam e te direcionam para uma extensão de conhecimento.

É fato que se você está chegando agora no mundo da web, provavelmente terá poucos links contextuais para inserir. Entretanto, com a dedicação na produção de conteúdo, você poderá inserir links relevantes em seus artigos no futuro.

Como criar bons links internos para o seu site

Depois de entender a importância dos links internos, é hora de saber como colocar a estratégia em ação. Por isso, separamos algumas dicas, confira!

1 – Trabalhe com os artigos relacionamentos ou mais populares

Você pode trabalhar a estrutura dos seus links internos destacando posts ou páginas mais relevantes. Em grande parte das vezes, eles aparecem para os usuários como “posts relacionais”, “veja mais” ou “você também pode gostar”.

Ao seguir essa estratégia, é possível dedicar um lugar específico em seu site para chamar a atenção dos usuários para conteúdos ou páginas que complementem as informações que ele está acessando. Tal fato, além de colaborar para com a estratégia de links internos, também coloca seus conteúdos em uma posição de destaque.

2 – Se atente ao texto âncora

O texto âncora é aquele pequeno trecho do seu conteúdo que irá acompanhar o link. Normalmente ele acompanha a palavra-chave principal relativa à página de destino do link, podendo ser exata (incluindo apenas a palavra-chave principal) ou parcial (incluindo a palavra-chave em uma frase).

Não existe uma opção certa ou errada. O que você precisa é manter seu texto âncora o mais claro possível, a fim de que os usuários possam identificar com facilidade o que será encontrado ao clicar no link.

Vale destacar que os mecanismos de busca conseguem identificar quando você não utiliza seu texto âncora de forma correta, penalizando seu site. Sim, o Google lê seu conteúdo. Portanto, concentre-se em criar âncoras naturais.

3 – Faça um documento para não esquecer nenhum link interno

Quanto mais conteúdos você cria, maior é a quantidade de links que você tem que lembrar na hora de fazer a sua estratégia. Por isso, certamente chegará uma hora que a missão de confiar apenas na memória ficará impossível.

Então, a dica para fazer a estratégia com sucesso é criar um documento com os principais conteúdos e seus respectivos links. Assim, antes de publicar um novo texto, você pode conferir este documento e identificar se existem links relevantes para inserir no texto.

4 – Não se esqueça dos links externos

Os links externos, também conhecidos como backlinks, também são indispensáveis para o seu conteúdo. Eles são um critério que tem um grande peso no ranqueamento. Estes são os links que apontam para uma outra página, “transferindo” autoridade para outros sites relevantes e aumentando as referências para seus visitantes.

O processo também vale para links feitos por outros sites que apontam para os seus conteúdos. Existem diversas estratégias que visam a conquista de backlinks e nós já compartilhamos algumas em outros artigos. Mas, de qualquer forma, essa troca deve ser fluída e agregar valor para os usuários.

5 – Quantidade de links internos

Não é difícil encontrar artigos que apontam um número exato de links internos a serem incluídos em uma página. Entretanto, tais números não são reais.

Ao inserir links, o que você realmente precisa é considerar a relevância e a extensão do conteúdo. Seus links internos precisam guiar seu usuário e mostrar que o conteúdo que ele irá seguir complementar seus conhecimentos. Mas, e se você tiver muitos links que podem ser inseridos em seu texto? Bom, sem haja com bom senso e separe apenas os que são prioridade.

Tenha em mente que cada link que você insere recebe uma parte da autoridade da página. Assim, quanto maior o número de links, mais divida será essa autoridade.

6 – Atualize artigos antigos

Os rastreadores do Google estão sempre de olho na internet, buscando novos conteúdos. Por isso, atualizar posts antigos com uma certa frequência, visando uma nova indexação, pode fazer a diferença.

Nas atualizações, você pode adicionar novos parágrafos com informações atualizadas, identificar e retirar informações que não são relevantes, e inserir novos links internos para conteúdos produzidos recentemente.

Assim, seu conteúdo ganhará um novo posicionamento nos motores de busca e muito mais reconhecimento.

7 – Trabalhe a teoria dos 3 cliques de distância

Estudos apontam que conteúdos com até 3 cliques de distância entre a home page e o conteúdo permitem uma melhor experiência do usuário. Apesar de tal teoria se voltar mais para o usuário, uma coisa é fato: páginas em camadas muito profundas podem não serem vistas pelos bots do Google a caírem no esquecimento.

Esta é apenas uma dica e não uma regra, afinal, talvez ela não faça sentido para sites que possuem milhares de páginas, categorias, sub-categorias e por aí vai. Entretanto, buscar manter uma estrutura e hierarquia em seu site, mantendo os conteúdos acessíveis e com menos cliques possíveis, pode ajudar a navegação e na leitura dos bots do Google.

8 – Cuidado com links quebrados

Campanhas que rodam apenas por um tempo determinado é algo bastante comum. A inserção de links que direcionem para estas campanhas sempre é feito, mas não se pode esquecer que eles expiram.

Quando uma página sai do ar, independente do motivo, e o link é mantido, a sua pontuação de SEO é diretamente prejudicada. Por isso, procure sempre fazer uma varredura em seus conteúdos, localizando links quebrados e fazendo as alterações necessárias.

9 – Faça auditoria em seus links internos

Por fim, mas não menos importante, não podemos esquecer das auditorias periódicas. Elas são essenciais para que se entenda qual a situação do seu site. De nada adianta distribuir links em seus conteúdos sem um propósito definido.

Por isso, tenha como parte da estratégia analisar os links internos do seu site. Para fazer isso, existem diversas ferramentas, como a auditoria do SEMRush, que identifica links quebrados, páginas órfãs, profundidade de rastreamento do site e páginas mais fortes, e a auditoria da Ahrefs que também te ajuda na exploração das palavras-chave.

O que você não deve fazer em sua estratégia

Não basta saber o que você precisa fazer para uma estratégia de sucesso, é preciso saber também o que você deve passar longe. Então, anote aí:

  • Não utilize sempre o mesmo link em seus conteúdos. Você deve diversificar os links e também o texto âncora;
  • Não crie links internos com páginas que tem pouca ou nenhuma relação com o seu conteúdo. O Google identificará facilmente que existe algo estranho neste conteúdo.
  • Um ou dois links bem pensados pode valer muito mais do que 30 links soltos, então, cuidado com o que você acha que é válido, mas pode te prejudicar;
  • Não haja por impulso, um bom planejamento é essencial para uma estratégia de links internos eficiente.

Comece a adicionar links internos em seu site!

Como você pôde ler no decorrer deste artigo, a importância dos links internos é gigantesca! Colocar a estratégia em prática é algo simples, mas que merece bastante atenção, afinal, tudo deve fazer sentido e não se deve apenas colocar um link aleatório.

Infelizmente, ainda existem muitas pessoas que não dão importância para os links internos e acaba fazendo de qualquer jeito, apenas por “ter que fazer”. Assim, o que era para ser simples acaba se transformando em um grande problema e, o pior, prejuízo para o site.

Por isso, antes de qualquer coisa, é essencial conhecer mais sobre SEO e, principalmente, sobre link building. Com os conhecimentos certos sobre toda a extensão da estratégia, fazê-la acontecer de forma certeira se torna algo muito mais possível.

Quer receber mais conteúdo como esse?

Inscreva-se e receba em seu e-mail as melhores dicas para gerar mais tráfego e venda para o seu site.

O seu e-mail estará seguro e você poderá removê-lo quando quiser.
Seja avisado
Me avise sobre
guest
0 Comentários
Comentários de trechos do post
Ver todos os comentários

Aumente o Tráfego Orgânico do seu site

Invista em link building e seja melhor posicionado nos resultados de busca do Google, Bing, Yahoo e outros buscadores.

undraw growing - homem e gráfico crescente
0
O que achou deste conteúdo? Comente!x
Categorias:
Compartilhe: