Logo Vejapixel

Intenção de busca: quais os 4 tipos de palavras-chave?

Tópicos

Entender o que é intenção de busca do usuário é algo muito importante para qualquer pessoa que trabalhe com monetização de sites. Afinal de contas, entender o que o internauta precisa é o ponto de partida para oferecer a ele as respostas mais assertivas possível.

Com isso, você pode atrair e manter mais pessoas em suas páginas, além de facilitar para que os motores de busca encontrem seu site e o exibam com prioridade como resultado das pesquisas que as pessoas fazem na Internet.

Pensando nisso, hoje vamos falar tudo sobre intenção de busca, as maneiras de interpretar os diferentes tipos e como produzir conteúdo para cada uma delas. Então, leia até o fim e não perca nada importante.

O que é intenção de busca?

Intenção de busca, no contexto do marketing digital, é o que está por trás de cada pesquisa que as pessoas fazem online. Ou seja, vai além do sentido literal do que elas digitam na caixa de pesquisa, e inclui o que ela deseja fazer com as informações que obtiver como resultado.

Por exemplo, alguém que pesquisa “emagrecimento saudável”, pode estar em busca de:

  • Dicas sobre como emagrecer de forma saudável;
  • Artigos científicos que expliquem como se dá o processo de emagrecimento saudável;
  • Inibidores de apetite que sejam naturais e sem contra indicações, para emagrecer de forma saudável;
  • E-books ou livros físicos que ensinem receitas que ajudem a emagrecer com saúde, dentre outros.

Assim sendo, se seu site fosse de alguma dessas áreas, você precisaria oferecer conteúdo que respondesse às dúvidas em específico do seu cliente ideal. Por exemplo, se você vende e-books de receitas, poderia criar um conteúdo que mostrasse que conhecer receitas fitness e saudáveis é um dos melhores caminhos para emagrecer com saúde.

Resumindo, você precisa entender a intenção de busca do seu usuário ideal, para responder o que ele quer saber. E, assim, conseguir que ele realize a ação que você deseja, seja clicar em um anúncio do Google AdSense, comprar alguma coisa que você vende como afiliado, assinar uma news letter, etc.

Palavras-chave e sua relação com a intenção de busca

Quando falamos em entender a intenção de busca do usuário, o ponto de partida é a palavra-chave usada por ele para fazer essa busca. Afinal, quando você quer encontrar algo na Internet, procura usando um termo específico e relacionado ao assunto, certo? Por exemplo, suponha que você queira encontrar uma receita de torta de abacaxi. Como você pesquisaria? Certamente seria algo como “torta de abacaxi” ou “receita de torta de abacaxi”, não é mesmo?

Então, essa é a palavra-chave para essa pesquisa. Porém, a intenção de busca pode ser diferente, caso esse termo sofra mudanças sutis, como: “torta de abacaxi engorda”, ou “torta de abacaxi valor”, e por aí vai.

Percebe como é preciso saber interpretar essas sutilezas para poder atingir um público mais segmentado e quente? Afinal, imagine que você queira vender tortas de abacaxi. Se você usa apenas a palavra-chave de cauda curta (torta de abacaxi), pode atingir muitas pessoas que não estão interessadas em comprar, mas sim em fazer em casa ou até mesmo saber mais informações sobre tortas de abacaxi.

Daí a importância de conhecer os diferentes tipos de palavras-chave e como elas interferem na interpretação da intenção de busca do usuário e também na sua produção de conteúdo.

Quais os 4 tipos de palavras-chave?

Como vimos, quando alguém pesquisa por algo na Internet, pode estar querendo encontrar coisas diferentes como resultado. Nesse sentido, podemos dividir as palavras-chave em 4 tipos principais. Veja a seguir mais detalhes sobre cada um deles.

Informacional

As palavras-chave informacionais são extremamente importantes para a construção de uma base de leads, além de também ajudarem muito na autoridade de um site.

Primeiramente, elas têm alto volume de pesquisa, mas não geram conversões diretas. Os usuários que as buscam estão interessados principalmente em obter informações. Por exemplo, alguém pesquisando “como plantar tomates” está claramente buscando conhecimento. Portanto, elas são ótimas aliadas do marketing de conteúdo, pois ajudam a atrair pessoas que estão no topo do funil de vendas.

Essas palavras-chave ajudam a estabelecer a autoridade do site e a construir confiança com o público. Isso porque, ao criar conteúdo informativo e educacional, você fortalece sua posição como referência no assunto. E lembre-se de que a melhor maneira de ganhar visibilidade online é fornecendo respostas relevantes às perguntas dos usuários e solucionando seus problemas.

Mesmo que trabalhar esse tipo de palavra-chave não traga, geralmente, conversões diretas, elas são ótimas para atrair tráfego orgânico massivo, que é tão importante quanto a longo prazo.

Navegacional

Já esse tipo de palavra-chave é fundamental para ajudar os usuários a encontrar sites, páginas específicas ou até mesmo locais físicos. Quando alguém digita uma palavra-chave de navegação, está buscando diretamente por um destino específico na web.

Veja alguns exemplos de palavras-chave de navegação:

  • Facebook login: os usuários que digitam isso querem acessar diretamente a página de login do Facebook;
  • Amazon livros: aqui, a intenção é encontrar a seção de livros no site da Amazon;
  • Google Maps: essa palavra-chave leva diretamente ao serviço de mapas do Google.

Essas palavras-chave são valiosas para empresas e marcas, pois indicam que os usuários já conhecem o destino que desejam alcançar. E você pode trabalhá-las também em seus conteúdos, e atrair uma grande parcela dos interessados nessas páginas para o seu site. Por exemplo, criar um conteúdo cujo título principal é “Amazon livros: os 10 melhores do site com desconto incrível”. Você atrairia pessoas cuja intenção de busca é claramente comprar livros e poderia inserir links de afiliado para cada livro que listasse em seu artigo, aumentando suas chances de conversão.

Comercial

A palavra-chave comercial, por sua vez, está diretamente relacionada a marcas, produtos ou serviços. Afinal, os usuários que pesquisam palavras-chave comerciais têm a intenção de encontrar algo específico para comprar ou contratar, veja alguns exemplos:

  • iPhone 13 à venda: nesse caso, o usuário está buscando um lugar para comprar o iPhone 13;
  • Agência de marketing digital em São Paulo: aqui, a intenção é encontrar uma agência que ofereça serviços de marketing digital na cidade de São Paulo;
  • Tênis Nike Air Max 90: essa palavra-chave indica que o usuário deseja adquirir um par específico de tênis da marca Nike.

As palavras-chave comerciais são essenciais para empresas que desejam atrair clientes prontos para a conversão. Então, elas são voltadas para meio e fundo de funil, sendo necessário adaptar seus conteúdos para ajudar na decisão de compra.

Transacional

Por fim, as palavras-chave transacionais indicam uma forte intenção de compra ou ação por parte do usuário. Quando alguém digita essas palavras-chave no seu navegador, está pronto para realizar uma transação imediata, como comprar um produto, contratar um serviço ou fazer uma reserva. Dessa maneira, esse tipo de palavra-chave é ainda mais quente que as comerciais, pois, aqui, a pessoa já decidiu que quer comprar, só precisa de um botão de checkout para apertar.

Aqui estão alguns exemplos de palavras-chave transacionais:

  • Comprar tênis Nike Air Max 90;
  • Reservar hotel em Paris;
  • Contratar plano de marketing digital.

Diferente do que acontece nas palavras-chave comerciais, os usuários incluem um verbo ao realizar a pesquisa, o qual demonstra a ação que desejam tomar. 

Como saber a intenção de busca do cliente de um site e criar conteúdo para cada uma delas?

Como já vimos até aqui, a intenção de busca representa o propósito ou a motivação subjacente que leva um indivíduo a realizar uma pesquisa na Internet. Interpretar a intenção de busca não apenas orienta a escolha das palavras-chave a serem trabalhadas nos conteúdos, mas também influencia diretamente os resultados desejados pelos usuários.

Para saber o que seus usuários estão buscando, você pode seguir essas dicas.

Analise a SERP da busca para saber a intenção de busca do seu usuário

Você pode digitar algo relacionado ao seu nicho no Google e analisar a SERP. Por exemplo, se seu site é de jardinagem, experimente digitar “rosa-do-deserto” no Google e analise o que é mostrado como resultado.

Então, role a página um pouco e veja a sessão de “As pessoas também perguntam”. Ali, você vai encontrar muitos insights sobre as buscas que as pessoas estão fazendo e, com base nisso, criar seus conteúdos.

A sessão de “As pessoas também perguntam” pode ajudar a decifrar a intenção de busca

Defina o objetivo do seu conteúdo/página

Apesar de ser uma boa maneira de encontrar subtítulos para seus conteúdos, somente basear-se nas perguntas frequentes sobre seu nicho pode não ser tão eficiente se a sua intenção é segmentar seu público. 

Por exemplo, você pode estar querendo atrair tráfego para aumentar os cliques e visualizações de anúncios. Nesse caso, essa estratégia seria uma boa. Porém, se você quer vender mudas de rosa-do-deserto, por exemplo, pode acabar atraindo quem só quer se informar, sendo que seu alvo seriam os usuários com intenção de busca comercial ou transacional. Portanto, defina qual o objetivo da sua página ou conteúdo para usar uma palavra-chave mais bem direcionada.

Aliás, a própria SERP do Google também pode fornecer insights bem interessantes nesse sentido. Basta rolar até o fim da primeira página, e checar a sessão de “Outras pessoas pesquisaram”:

Viu como há diferentes palavras-chave de cauda longa e de diferentes tipos aí? Por exemplo “rosa do deserto preço” (comercial); “rosa do deserto como cuidar” (informacional), etc.

Com base no seu objetivo definido, você pode escolher a que mais se adequa e realizar a produção de conteúdo com foco nele.

Entregue o formato de conteúdo adequado

Após definir seu objetivo e encontrar as palavras-chave mais adequadas, é hora de produzir seu conteúdo com foco na intenção de busca do usuário. 

Se você deseja, por exemplo, vender diretamente, coloque um botão de compra bem visível e acessível logo no começo. Ou ainda, se deseja informar, produza um conteúdo bem rico, com o máximo de informações possível, use tabelas, infográficos, imagens, enfim. Aliás, uma dica para ranquear melhor seus conteúdos informativos e atrair backlinks de graça, é analisar o primeiro resultado da SERP e produzir algo melhor, maior e mais rico que ele. Essa técnica é chamada skyscraper e é uma das mais interessantes do link building.

Intenção de busca e estratégias de link building

Como você já deve ter reparado, no marketing digital, tudo está ligado em uma grande rede. Aliás, literalmente, uma vez que a rede em questão é a Internet. Assim sendo, é importante ressaltar como compreender a intenção de busca do seu usuário influencia nas suas estratégias de link building.

Veja alguns pontos de intersecção importantes nesse sentido:

Link Building e autoridade

Já dissemos como acertar na interpretação da intenção de busca ajuda a aumentar a autoridade, certo? E o link building visa construir uma rede de links para uma página, fortalecendo sua autoridade perante os mecanismos de busca. Quando os usuários buscam informações, os links externos (backlinks) indicam a popularidade e relevância do site. Assim, quanto mais links de sites confiáveis, mais relevante ele parece;

Conteúdo relevante

Como vimos, a intenção de busca influencia o tipo de conteúdo que você deve criar. Se a busca é informativa, produza conteúdo útil e educativo. Se é transacional, foque em produtos ou serviços específicos. Por outro lado, os links internos também devem ser relevantes para a experiência do usuário, assim como acontece no link building;

Texto-âncora e contexto

O Google avalia o texto-âncora (o texto clicável do link) e o contexto em torno do link. Isso impacta a indexação e o ranqueamento da página linkada. Assim, é importante usar textos-âncora bem contextualizados em seus conteúdos, sejam eles direcionados para qual intenção de busca forem.

Portanto, alinhar suas estratégias de link building com a intenção de busca dos usuários é essencial para obter melhores resultados no SEO. 

Lembrando que, se você quiser usar seus conteúdos para aumentar sua autoridade por meio de backlinks, mas não sabe por onde começar, pode contar conosco! Temos contato com sites de todos os nichos e tamanhos, todos muito confiáveis, com DA (Autoridade de Domínio) alta e prontos para fazer parceria com você.

Então, agora que você já sabe o que é intenção de busca, quais os tipos de palavra-chave e como criar conteúdo estratégico para cada um deles, dê um passo a mais. Entre em contato conosco hoje mesmo e veja como podemos fazer muito mais por você, além de dar essas dicas valiosas!

Autor:

Estudante de Marketing Digital, Tecnólogo, pela Faculdade Anhanguera, de Leme-SP, com diversas certificações na área e simplesmente apaixonada pela Redação Web. Casada, mãe e aprendiz da vida!

Quer receber mais conteúdo como esse?

Inscreva-se e receba em seu e-mail as melhores dicas para gerar mais tráfego e venda para o seu site.

O seu e-mail estará seguro e você poderá removê-lo quando quiser.
Seja avisado
Me avise sobre
guest
0 Comentários
Comentários de trechos do post
Ver todos os comentários

Aumente o Tráfego Orgânico do seu site

Invista em link building e seja melhor posicionado nos resultados de busca do Google, Bing, Yahoo e outros buscadores.

undraw growing - homem e gráfico crescente
0
O que achou deste conteúdo? Comente!x
Categorias:
Compartilhe: