Logo Vejapixel

O que é SEO?

Tópicos

Quem está começando a trabalhar na Internet precisa saber o que é SEO. Afinal, esse conjunto de estratégias é responsável por levar tráfego orgânico até seu site, página de vendas, enfim, para onde você precisa que seus clientes e leads vão. Ou seja, é uma forma de conseguir público gratuito e natural para divulgar seus produtos ou serviços.

Desse modo, o SEO ajuda a economizar com tráfego pago, além de ser mais sustentável e vantajoso a longo prazo. E para que você saiba do que se trata e o que precisa fazer para aproveitar as vantagens do SEO, trouxemos muitas informações e dicas. Portanto, não deixe de ler até o final para não perder nada importante.

O que significa SEO é o que é?

SEO, ou Search Engine Optimization (Otimização para Mecanismos de Busca), é o processo de aprimorar um site para aumentar sua visibilidade quando as pessoas pesquisam por produtos ou serviços relacionados ao seu negócio nos motores de busca. O objetivo do SEO é melhorar o ranking orgânico de um site, isto é, sem pagar por anúncios, nas páginas de resultados dos buscadores (SERPs), como o Google, o Bing e o Yahoo.

A importância do SEO está principalmente na sua capacidade de atrair tráfego qualificado sem custo direto por clique. Quando um site aparece nas primeiras posições dos resultados de busca, ele tem mais chances de ser visitado por usuários interessados no que ele oferece. Isso significa mais oportunidades de converter visitantes em clientes.

O SEO envolve várias estratégias e práticas. Desde a otimização do conteúdo com palavras-chave relevantes até a melhoria da experiência do usuário e a velocidade de carregamento da página. Também inclui a construção de links de qualidade, que são links de outros sites apontando para o seu, indicando que seu conteúdo é valioso e confiável.

Qual é a função do SEO no marketing digital?

A função do SEO no marketing digital é ser o catalisador que impulsiona a visibilidade online de uma marca ou negócio. No competitivo mundo digital, onde milhões de sites competem por atenção, o SEO é como se fosse um farol que guia os usuários diretamente para o conteúdo que eles procuram. 

Então, quando você otimiza um site para os motores de busca, o SEO ajuda a garantir que o site não apenas apareça nos resultados de pesquisa, mas que se destaque entre os concorrentes.

No marketing digital, o SEO é uma ferramenta de extrema importância para construir reconhecimento de marca, credibilidade e autoridade em um setor específico. Ele permite que as empresas alcancem seu público-alvo no momento exato em que estão buscando informações, produtos ou serviços relacionados. Isso não só aumenta a probabilidade de conversão, mas também melhora a experiência do usuário, pois eles encontram rapidamente o que precisam.

Além disso, o SEO é uma estratégia de longo prazo que, quando bem executada, pode gerar tráfego orgânico contínuo e sustentável. Isso contrasta com métodos pagos, como anúncios PPC (Pay-Per-Click), que exigem investimento contínuo para manter o fluxo de tráfego.

Quais as principais estratégias de Search Engine Optimization?

Algo que é preciso ter em mente é que o SEO não é um conceito abstrato, muito pelo contrário. Na verdade, ele consiste em técnicas práticas, aplicáveis e mensuráveis. Nesse sentido, veja as principais estratégias.

Pesquisa de palavras-chave

A pesquisa de palavras-chave é a espinha dorsal do SEO, sendo uma das estratégias mais cruciais para otimizar um site. Ela tem a ver com identificar os termos e frases que os usuários digitam nos motores de busca quando procuram informações, produtos ou serviços. Assim, o objetivo é entender a linguagem do público-alvo e incorporar essas palavras-chave no conteúdo do site de forma natural e estratégica.

Realizar uma pesquisa de palavras-chave eficaz significa ir além dos termos mais óbvios e explorar variações e palavras-chave de cauda longa, que são mais específicas e menos competitivas. Por exemplo, em vez de usar apenas “bolo de chocolate” como palavra-chave, poderíamos usar “como fazer bolo de chocolate”. Isso ajuda a atrair um tráfego mais qualificado e aumenta as chances de conversão

Você não precisa tentar adivinhar o que seu público está buscando, mas pode usar ferramentas especializadas nesse processo, como o Planejador de palavras-chave do Google e a SemRush. Basta pesquisar os nomes dessas plataformas no Google, acessar, se cadastrar e usar os recursos. Elas são simples de usar, e fornecem dados sobre volume de busca, relevância e dificuldade de ranqueamento.

SEO on-page

A otimização on-page é outro pilar fundamental do SEO, que foca em melhorar elementos dentro do próprio site para aumentar sua relevância e desempenho nos motores de busca, como:

  • Títulos de página: cada página deve ter um título único e descritivo que inclua a palavra-chave principal;
  • Meta descrições: são breves resumos que aparecem abaixo do título nos resultados de busca, os quais devem ser atraentes e conter as palavras-chave principais;
  • Cabeçalhos ou subtítulos (H1, H2, H3): organizar o conteúdo com cabeçalhos ajuda os motores de busca a entender a estrutura e os tópicos principais da página;
  • URLs amigáveis: URLs claras e descritivas são mais fáceis de entender tanto para usuários quanto para motores de busca;
  • Otimização de imagens: incluir palavras-chave nas tags alt das imagens ajuda os buscadores a entender o conteúdo visual;
  • Conteúdo de qualidade: o texto deve ser informativo, bem escrito e incluir as palavras-chave de forma natural;
  • Tags de cabeçalho: usar tags de cabeçalho para destacar títulos e subtítulos importantes dentro do conteúdo;
  • Velocidade de carregamento: páginas que carregam rapidamente oferecem uma melhor experiência ao usuário e são favorecidas pelos motores de busca;
  • Responsividade: um site que funciona bem em dispositivos móveis é crucial, já que uma grande parte das buscas é feita em smartphones e tablets.
  • Links internos: criar uma boa estrutura de links internos ajuda os usuários a navegar e aumenta a autoridade de páginas específicas.

A otimização on-page é acima de tudo sobre tornar o site o mais acessível e compreensível possível para os motores de busca e usuários, garantindo que o conteúdo seja relevante e de alta qualidade. Sem contar que precisa ser uma prática contínua, com atenção aos detalhes e atualização constante para acompanhar as mudanças nos algoritmos do Google e outros buscadores. 

Conteúdo de qualidade

Como vimos, a qualidade do conteúdo faz parte das estratégias de otimização on-page. Não se trata apenas de preencher páginas com palavras-chave, mas de criar textos, imagens e vídeos que sejam informativos, envolventes e úteis para o público-alvo. Um bom conteúdo responde às perguntas dos usuários, resolve seus problemas e os inspira a agir.

Para ser considerado de qualidade, o conteúdo deve ser original, bem pesquisado e escrito com autoridade. Também deve refletir a voz da marca e falar diretamente com os interesses e necessidades dos visitantes. Além disso, deve ser atualizado regularmente para manter sua relevância e precisão, o que também sinaliza aos motores de busca que o site é uma fonte viva e confiável de informação.

Além de ser substancial e informativo, o conteúdo de qualidade também deve ser apresentado de maneira clara e acessível, com uma boa formatação que inclua cabeçalhos, listas e imagens otimizadas, o que não só melhora a legibilidade, mas também a experiência do usuário, levando a uma maior interação e compartilhamento.

Otimização de imagens

Outro item entre as técnicas de otimização on-page, as imagens são uma parte vital do SEO. Pois, se usadas da forma certa, podem melhorar muito a velocidade de carregamento do site e a experiência do usuário, além de contribuir para um melhor ranking nos motores de busca. Veja algumas das melhores práticas nesse sentido:

  • Escolha do formato: use formatos de imagem que ofereçam boa qualidade com tamanhos de arquivo menores, como JPEG para fotos e PNG para gráficos. O ideal é que elas tenha entre 100 e 300 KB;
  • Compressão: reduza o tamanho do arquivo da imagem sem comprometer muito a qualidade. Aliás, você pode usar plugins que fazem essa função diretamente no site, como o Smush, por exemplo;
  • Nomes de arquivo descritivos: nomeie as imagens de forma clara e descritiva, incluindo palavras-chave estratégicas;
  • Tags alt: use a tag alt para descrever a imagem. Isso ajuda os motores de busca a entenderem o conteúdo dela e também é importante para acessibilidade;
  • Dimensionamento: redimensione as imagens para se adequarem ao espaço em que serão exibidas, evitando imagens maiores do que o necessário. Uma dica é sempre usar em modo paisagem, em 1200 x 800;
  • Lazy loading: implemente o carregamento preguiçoso para que as imagens sejam carregadas apenas quando estiverem prestes a entrar na viewport do usuário. O Smush faz esse trabalho também;
  • Cache de imagens: configure o cache do navegador para imagens, para que os visitantes recorrentes não precisem baixá-las novamente. Você pode instalar um plugin para isso também, como o Light Speed Cash;
  • Imagens responsivas: garanta que as imagens se ajustem a diferentes tamanhos de tela e resoluções;
  • SEO de imagem local: para negócios locais, inclua o nome da cidade ou localidade nas tags alt e nos nomes dos arquivos.

Link building é essencial para o SEO

Uma das mais importantes técnicas de ranqueamento e de autoridade, o link building é uma estratégia de SEO que envolve a obtenção de links de outros sites para o seu. Esses links externos são chamados de backlinks e são fundamentais para o SEO porque funcionam como um voto de confiança de um site para outro. 

Os motores de busca, como o Google, veem os backlinks como indicações de que o conteúdo do seu site é valioso e digno de ser citado, o que pode melhorar significativamente o seu ranking nas páginas de resultados de pesquisa.

A qualidade dos backlinks é crucial. Ou seja, links de sites respeitáveis e relevantes para o seu nicho têm mais peso do que links de sites de baixa qualidade ou não relacionados. Além disso, é importante que o link building seja feito de maneira natural e ética, evitando técnicas de “black hat” que podem resultar em penalidades pelos motores de busca.

Estratégias eficazes de link building incluem a criação de conteúdo compartilhável, parcerias com influenciadores, guest posts, uso de links quebrados, skycrapper, e parcerias com sites do seu nicho.

SEO técnico (off-page)

Por sua vez, o SEO técnico off-page refere-se às estratégias de otimização que são implementadas fora do seu próprio site para melhorar seu ranqueamento. Enquanto o link building é um componente essencial do SEO off-page, o SEO técnico off-page vai além, abrangendo uma variedade de fatores que influenciam como os motores de busca percebem a autoridade e a relevância de um site.

Essas estratégias incluem:

  • Engajamento nas redes sociais: a presença e interação em plataformas de mídia social podem não influenciar diretamente o ranking, mas ajudam a aumentar a visibilidade e o tráfego para o site;
  • Menções de marca: menções não vinculadas de sua marca em outros sites podem ser reconhecidas pelos motores de busca como sinais de autoridade;
  • Influencer outreach: parcerias com influenciadores para promover seu conteúdo podem levar a backlinks naturais e aumentar a exposição online;
  • Diretórios de negócios: listar seu negócio em diretórios relevantes ajuda a melhorar a visibilidade local e pode contribuir para o SEO off-page;
  • Guest blogging: escrever artigos como convidado em outros blogs pode gerar backlinks de qualidade e aumentar a autoridade do seu site;
  • Fóruns e comunidades online: participar de discussões e compartilhar conhecimento em fóruns pode ajudar a construir sua reputação online;
  • Análise de backlinks: monitorar o perfil de backlinks do seu site com ferramentas como o Ahrefs e a SemRush é vital para garantir links de qualidade e evitar aqueles que podem prejudicar seu ranking.

Experiência do usuário (UX)

A experiência do usuário (UX) no contexto do SEO é um aspecto muito importante que impacta diretamente o sucesso de um site. UX tem a ver com a experiência geral que um usuário tem ao interagir com um site, incluindo quão fácil e agradável é usar. 

Um bom UX é intuitivo e sem esforço, permitindo que os usuários encontrem rapidamente o que procuram e realizem ações desejadas com mínima frustração.

No SEO, uma experiência positiva ajuda a reter visitantes, reduzir a taxa de rejeição e incentivar o engajamento e a conversão. Isso inclui ter um design responsivo que se adapta a diferentes dispositivos, tempos de carregamento rápidos, navegação clara e conteúdo acessível. 

E se você quer um bom motivo para priorizar o usuário em suas estratégias, saiba que ps motores de busca favorecem sites que oferecem uma excelente UX, pois isso indica que ele atende bem às necessidades de quem os visita.

Otimização para dispositivos móveis

A otimização para dispositivos móveis é uma parte indispensável do SEO, pois a maioria das pesquisas hoje é feita em smartphones e tablets. Um site otimizado para dispositivos móveis carrega rapidamente, tem botões de fácil acesso e textos legíveis sem necessidade de zoom. 

Essas coisas não só melhoram a experiência do usuário, mas também são um fator de classificação nos motores de busca, que priorizam sites mobile-friendly.

Para otimizar seu site para dispositivos móveis, você deve:

  • Garantir que o layout do site se ajuste automaticamente ao tamanho da tela do dispositivo;
  • Otimizar imagens e utilizar técnicas de cache para acelerar o carregamento no mobile;
  • Oferecer uma navegação clara e menus fáceis de usar em telas menores;
  • Se assegurar de que os elementos interativos sejam grandes o suficiente para serem facilmente tocados;
  • Testar o site em vários dispositivos móveis para garantir uma experiência consistente.

Uso de snippets em destaque

Os snippets em destaque, também conhecidos como “posição zero” nos resultados de busca, são uma forma avançada de otimização de SEO. Eles oferecem respostas diretas às consultas dos usuários no topo da página de resultados do Google, antes dos links orgânicos. 

Para ter seu conteúdo selecionado como um snippet em destaque, é importante fazer uma pesquisa de palavras-chave, como já vimos. Em seguida, coloque essa palavra-chave no Google e realize uma pesquisa. Então, role a página para baixo até a sessão de “As pessoas também perguntam”. Aí, você pode usar essas perguntas como subtítulos dos seus conteúdos, fornecendo a resposta logo em seguida.

Por exemplo, vamos supor que você pesquise “bolo de chocolate” como uma palavra-chave e veja que uma das perguntas frequentes seja “Bolo de chocolate engorda?”. Nesse caso, você poderia usar essa pergunta como um H2 ou H3 e já na primeira frase do parágrafo responder: “Bolo de chocolate engorda, se consumido em excesso, etc”. Assim, os buscadores identificariam essa resposta como sendo a mais direta quando alguém fizesse a busca e, em breve, você estaria subindo posições no ranking das SERPs.

Análise de competidores

A análise de competidores é uma tática estratégica no SEO que permite entender como seus concorrentes estão se posicionando no mercado digital. Quando você analisa os sites dos concorrentes, você pode identificar as palavras-chave pelas quais eles estão ranqueando, o tipo de conteúdo que estão criando, e as estratégias de backlinks que estão utilizando.

Essa análise oferece insights valiosos sobre lacunas no mercado que podem ser exploradas e sobre práticas eficazes que podem ser adaptadas para o seu próprio site. Além disso, ajuda a definir benchmarks de desempenho e a estabelecer objetivos realistas de SEO.

Para realizar uma análise de competidores eficiente, considere:

  • Ferramentas de SEO: utilize ferramentas especializadas para obter dados detalhados sobre o desempenho dos concorrentes, como a SemRush, o Ahrefs e o Planejador de palavras-chave do Google;
  • Análise de conteúdo: examine o conteúdo dos concorrentes para entender os tópicos que estão abordando e como estão estruturando suas informações;
  • Perfil de backlinks: avalie os backlinks dos concorrentes para identificar oportunidades de construir links de qualidade para o seu site. Você pode usar o Ahrefs e a SemRush, dos quais já falamos e que são plataformas online, ou softwares como o Majestic, por exemplo.

Ao compreender as estratégias dos concorrentes, você pode ajustar e melhorar suas próprias táticas de SEO para superá-los na briga pelas primeiras posições do Google.

Agora que você já sabe o que é SEO e quais são as melhores práticas para utilizá-lo em favor de seu site, coloque essas dicas em prática e ganhe mais visibilidade para ganhar dinheiro na Internet. E se precisar de ajuda com seu linkbuilding para acelerar esse processo, é só entrar em contato conosco!

Autor:

Estudante de Marketing Digital, Tecnólogo, pela Faculdade Anhanguera, de Leme-SP, com diversas certificações na área e simplesmente apaixonada pela Redação Web. Casada, mãe e aprendiz da vida!

Quer receber mais conteúdo como esse?

Inscreva-se e receba em seu e-mail as melhores dicas para gerar mais tráfego e venda para o seu site.

O seu e-mail estará seguro e você poderá removê-lo quando quiser.
Seja avisado
Me avise sobre
guest
0 Comentários
Comentários de trechos do post
Ver todos os comentários

Aumente o Tráfego Orgânico do seu site

Invista em link building e seja melhor posicionado nos resultados de busca do Google, Bing, Yahoo e outros buscadores.

undraw growing - homem e gráfico crescente
0
O que achou deste conteúdo? Comente!x
Categorias:
Compartilhe: