Logo Vejapixel

Como criar conteúdos para ranquear na primeira página do Google?

Tópicos

Ranquear na primeira página do Google é o desejo de todo mundo que trabalha com monetização de sites. Afinal, o maior motor de busca do planeta processa cerca de 3,5 bilhões de pesquisas todos os dias, segundo dados da própria plataforma. Então, conseguir aparecer nos primeiros resultados significa estar mais perto de ser encontrado por esse gigantesco público e, assim, obter renda com vendas, visualização e cliques em anúncios, etc.

No entanto, da mesma forma que você quer chegar no topo do Google, milhares e até milhões de outros editores de sites também querem. Ou seja, a concorrência é muito acirrada. Portanto, é preciso se dedicar ao máximo para conquistar seu lugar ao sol, ou melhor, nas SERPs do Google.

Pensando nisso, hoje trouxemos um guia com dicas para te ajudar no marketing de conteúdo, para disputar com muita vantagem o topo do Google. Leia até o final e confira todos os detalhes.

Por que é importante ranquear na primeira página do Google?

Antes de mais nada, é preciso entender porque citamos o Google sempre em vez de outros buscadores, como o Bing e o Yahoo, por exemplo. Isso se deve à relevância esmagadora dessa plataforma no que diz respeito a pesquisas na Internet. De fato, o Google detém nada menos que 92% da preferência dos usuários que fazem buscas online.

Assim, é fácil perceber que as pessoas confiam no Google, certo? Então, se sua página está indexada nele, logo, ela também receberá parte dessa confiança. É o que chamamos de “Transferência de Reputação”, o que significa que você já ganha pontos com seu público somente por estar no Google.

Como já vimos, o Google realiza mais de 3,5 bilhões de pesquisas todos os dias, o que é um número realmente impressionante. Por outro lado, são poucos os resultados sortudos realmente escolhidos pelos usuários, ou seja, aqueles que recebem cliques e acessos das pessoas que fazem essas buscas.

Para se ter uma ideia, um estudo da Digital Information World, especializada em comportamento do consumidor online, mostra que:

  • 75% das pessoas nem passa da primeira página do Google ao realizar pesquisas;
  • A CTR (Taxa de cliques no link) do primeiro resultado orgânico é de 28,5%;
  • A CTR do segundo colocado é de 15,7%;
  • Há uma queda acentuada na CTR a cada posição abaixo, sendo que o último colocado (décimo) tem uma taxa de cliques de 2,5%.

Com isso, podemos ver como é importante estar na primeira página, e quanto mais para cima, melhor. Afinal, mesmo aqueles que conseguem chegar nela, perdem muitos cliques para os mais bem posicionados.

Como criar conteúdos para ranquear na primeira página do Google?

Para criar conteúdos para ranquear na primeira página do Google, é preciso adotar estratégias de SEO, como pesquisa de palavras-chave, originalidade e vários outros.

Vale lembrar que os números que mostramos referem-se aos resultados orgânicos, isto é, aqueles que você não paga ao Google para que os exiba entre as primeiras posições. E esse é o tipo de ranqueamento foco, pois o tráfego orgânico é o melhor caminho para editores de site. Principalmente quem trabalha com anúncios do Google AdSense, uma vez que os ganhos pingam aos poucos e é preciso um volume de tráfego massivo para se obter uma receita expressiva.

De um modo ou de outro, existem estratégias que você pode usar para chegar às primeiras posições do Google. Veja a seguir as principais.

1. Pesquisa de palavras-chave

As palavras-chave são os termos que as pessoas usam para pesquisar no Google. Por exemplo, se alguém quer saber a receita de um bolo de cenoura bem fofinho e decide pesquisar online, a palavra-chave certamente seria “bolo de cenoura fofinho”.

Portanto, se seu nicho fosse o da culinária, poderia usar esse termo para criar conteúdos e, desse modo, atrair as pessoas que estivessem pesquisando por ele.

Felizmente, você não precisa tentar adivinhar o que seu público alvo tem pesquisado. Em vez disso, pode usar ferramentas digitais para descobrir. Existem muitas ferramentas desse tipo, e entre as principais, podemos destacar a SemRush e o Planejador de palavras-chave do Google.

SemRush

A SemRush é uma plataforma completa de SEO, que oferece muitos recursos úteis para quem trabalha na Internet, incluindo a pesquisa de palavras-chave. Isso porque ela tem um recurso chamado Keyword Magic Tool, com o qual você pode ver o que seus concorrentes estão postando, além das palavras-chave do seu nicho com maior volume de busca.

Voltando ao nosso exemplo do bolo de cenoura, veja o que a SemRush mostrou com uma pesquisa que fizemos para ver se essa é uma palavra-chave boa.

Como você pode ver, são mais de 110 mil pesquisas com esse termo nessa semana. Além disso, é possível saber quais as palavras -chave de cauda longa poderiam segmentar melhor a sua audiência, como “receita de bolo de cenoura fofinho” ou “bolo de cenoura fofinho de liquidificador”, por exemplo.

Para usar essa ferramenta, pesquise “SemRush” no seu navegador e se cadastre. Então, após entrar no site, clique em Keyword Magic Tool e faça as pesquisas. Você pode mudar o país de origem da pesquisa, caso trabalhe com blogs em inglês, por exemplo. Também há muitas outras ferramentas, que você pode usar para otimizar seus conteúdos e ranquear na primeira página do Google.

O único ponto negativo da SemRush é que ela é paga e, na versão gratuita, você só pode fazer 3 pesquisas por dia.

Planejador de palavras-chave do Google

Por sua vez, o Google Ads oferece uma ferramenta 100% gratuita para você pesquisar as melhores palavras-chave. Para usá-la, você precisa fazer login em sua conta do Google Ads ou se criar uma, caso não tenha.

Depois, basta acessar a área de trabalho da plataforma e clicar em “Planejador de palavras-chave do Google”. Você pode pesquisar o que seus concorrentes estão postando, assim como na SemRush, bastando indicar uma URL de site. Ou então, checar o volume de busca de termos relacionados ao seu nicho.

É possível aplicar filtros, incluindo pedir para que ele liste palavras-chave com alto volume de busca e baixa concorrência. Em seguida, baixar uma lista em uma planilha, para poder usar como base da sua produção de conteúdo. Veja a seguir uma pesquisa que fizemos, voltando ao exemplo do bolo de cenoura:

Onde está destacado em amarelo, é onde você deve clicar para baixar a lista de palavras-chave. É muito fácil de usar, e você pode ter insights valiosos para suas estratégias de marketing por meio de uma ferramenta do próprio Google.

2. Usar Featured Snippet

Por falar em usar coisas do próprio Google, você pode usar a técnica dos Featured Snippets do Google para ranquear na primeira página e conseguir mais cliques.

Featured Snippets são caixas de resposta que aparecem antes das posições orgânicas nos resultados de busca do Google. Elas fornecem respostas diretas e sucintas para pesquisas de palavras-chave, buscando atender à intenção do leitor sem que ele precise visitar uma página específica.

Esses Snippets podem aparecer em três formatos: parágrafos, listas ou tabelas. Para conquistar a Posição Zero no Google, como se chama esse tipo de ranquamento, com Featured Snippets, siga estas dicas:

  • Defina a palavra-chave do conteúdo: escolha uma palavra-chave relevante para o seu tópico, usando as dicas que demos antes;
  • Defina outros termos associados: identifique termos relacionados à palavra-chave principal;
  • Elabore possíveis perguntas: crie perguntas que os usuários possam fazer sobre essas palavras-chave e termos associados;
  • Coloque essas perguntas em títulos e subtítulos: organize seu conteúdo com títulos e subtítulos que incluam essas perguntas;
  • Responda de forma objetiva: no conteúdo, forneça respostas claras e concisas em parágrafos, listas ou tabelas;
  • Otimize para SEO: além das dicas específicas para Featured Snippets, aplique as práticas habituais de otimização de SEO.

Como saber as perguntas relacionadas?

Uma dica para saber as perguntas frequentes dos usuários sobre aquela palavra-chave, é olhar a sessão de “As pessoas também perguntam” na SERP do Google. Basta pesquisar pela palavra-chave e rolar a página um pouco. Veja na imagem a seguir, na qual fizemos uma pesquisa para nosso exemplo de hoje, o “bolo de cenoura fofinho”:

Nesse exemplo, você poderia usar essas perguntas como subtítulos e, assim, aumentar suas chances de aparecer na posição zero do Google. De acordo com uma pesquisa da Rock Content, 70% dos sites com snippets recebem cliques. Porém, apenas 5,7% dos sites que usam essa estratégia chegam na posição zero já no primeiro ano.

Portanto, é preciso ter paciência, perseverar e usar outras estratégias para ranquear na primeira página do Google.

3. Legibilidade do conteúdo

O Google preza muito pela boa experiência de seus usuários. Assim, quanto mais fácil de ler forem seus textos, mais bem vistos aos olhos do Google eles serão. Veja algumas dicas práticas para tornar seu texto mais legível do ponto de vista do SEO:

  • Organize o conteúdo: use títulos e subtítulos para dividir o texto em seções, pois isso facilita a leitura e a compreensão;
  • Parágrafos curtos: evite parágrafos longos. Parágrafos mais curtos são mais fáceis de ler, principalmente em dispositivos móveis;
  • Fonte e tamanho: escolha uma fonte legível e um tamanho adequado. Ademais, a fonte padrão do seu site deve ser fácil de ler;
  • Espaçamento: use espaçamento adequado entre linhas e parágrafos para melhorar a clareza;
  • Evite jargões e termos complexos: seja claro e conciso, e evite linguagem técnica desnecessária;
  • Use listas e marcadores: listas numeradas ou com marcadores (bullet points) ajudam a destacar informações importantes;
  • Imagens e gráficos: use imagens relevantes para ilustrar o conteúdo e lembre-se de otimizá-las para carregamento rápido;
  • Revisão e correção: erros gramaticais e ortográficos prejudicam a legibilidade, então, revise seu conteúdo antes de publicar.

Além de ganhar pontos com o Google, você também agrada o seu público, o que pode aumentar seu número de visitas orgânicas.

4. Conteúdo original e relevante

Conteúdo relevante é aquele que gera valor para a vida do leitor. Ele pode tanto ajudar a resolver um problema que faz parte da vida dele, quanto ensinar algo novo ou esclarecer dúvidas.

O Google também penaliza quem não veicula conteúdo original, copia de outros sites ou, ainda, produz “mais do mesmo”. Em tempos de Chat GPT, é comum muitos sites e blogs usarem ferramentas de IA como essa para produzir textos em massa, apenas para dar volume ao site. Porém, isso não agrega em nada no ranqueamento e ainda pode acarretar penalizações.

Por isso, é preciso ter cuidado e, em vez de apenas escrever comandos para os geradores de texto, copiar, colar e subir, como se fosse uma linha de produção, ser estratégico e primar pela qualidade. Não que você não possa usar IA para acelerar a produção, mas é preciso priorizar a qualidade em vez da quantidade se quiser bons resultados. 

Assim sendo, para criar conteúdo original e relevante, comece por entender quem são seus leitores, suas necessidades e interesses. Também acompanhe as tendências e novidades em sua área de atuação, pois isso permitirá que você ofereça informações relevantes e atuais.

Desenvolva um estilo único de escrita que reflita sua personalidade e expertise para tornar seu conteúdo mais autêntico. Lembre-se que seu conteúdo deve agregar algo significativo para o leitor, então, resolva problemas, forneça insights ou compartilhe conhecimento valioso.

Explore diferentes formatos e abordagens. Use metáforas, histórias e exemplos práticos para tornar seu conteúdo mais envolvente.

Também é interessante ter uma estratégia de conteúdo. Assim, planeje o que você vai criar e como vai distribuí-lo, e isso garantirá consistência e eficácia.

5. Imagens otimizadas

As imagens são muito importantes na produção de conteúdo. Elas oxigenam a leitura, além de ajudar no tempo de permanência de página. Afinal, se as imagens forem boas e tiverem legendas chamativas, farão com que o leitor fique um tempo observando-as e lendo as legendas.

No entanto, é preciso ter atenção com as imagens para que elas não acabem por atrapalhar seu SEO em vez de ajudar. Veja algumas dicas nesse sentido:

  • Use apenas imagens de bancos gratuitos como o Pexels e o Freepik;
  • Prefira imagens em formato paisagem (deitada) em 1200 x 800;
  • Escolha imagens entre 100 e 300 kb;
  • Adicione testo alternativo e aproveite para incluir a palavra-chave;
  • Dê os créditos ao autor e ao site na legenda.

Também é importante instalar um plugin de compressão de imagens em seu site, como o Smush, por exemplo. Assim, ele compacta as fotos e evita que elas demorem para carregar ou travem.

6. Títulos, meta descrição e tags

Títulos, meta descrição e tags são elementos HTML essenciais para otimizar o SEO de um site ou blog. A saber, HTML (Hypertext Markup Language) é a linguagem fundamental usada para criar páginas da web. Ela consiste em tags (etiquetas) que estruturam o conteúdo e fornecem informações importantes para os mecanismos de busca. Por isso, são detalhes que você não pode negligenciar se quiser ranquear na primeira página do Google.

Meta Título (ou Title Tag)

O meta título é um elemento HTML que define o título da página. Ele aparece na barra de título do navegador e também como o título principal nos resultados de pesquisa do Google.

Portanto, um título estratégico é muito importante, pois influencia diretamente a visibilidade nos motores de busca. Ele deve ser conciso, descritivo e conter a palavra-chave relevante para a página. Por outro lado, evite títulos genéricos e foque em transmitir o conteúdo específico da página.

Meta Descrição

A meta descrição, por sua vez, fornece uma descrição curta do conteúdo da página e aparece nos resultados de pesquisa, logo abaixo do título. Dessa forma, ela ajuda os mecanismos de busca a entenderem o contexto da página e também instiga os usuários a clicarem, se for um resumo objetivo e coeso.

Assim sendo, use palavras-chave relevantes e crie uma descrição envolvente para incentivar os cliques.

Tags (ou Etiquetas)

Por fim, as tags são rótulos que categorizam o conteúdo. Elas podem ser usadas para organizar posts em blogs ou para marcar produtos em lojas virtuais.

No contexto de SEO, as tags mais importantes são as tags de cabeçalho, como H1, H2, etc.,que indicam a hierarquia do conteúdo. Também é importante indicar tags de conteúdo na hora de publicar seu texto, o que vai guiar os buscadores sobre do que se trata, para que eles o exibam quando alguém pesquisar algo relacionado.

7. URL e Slug

Um slug é a parte de uma URL que identifica uma página específica em um site de forma fácil de ler. Em outras palavras, é a parte da URL que descreve o conteúdo da página.

No WordPress, você pode editar o slug quando está escrevendo ou editando um post. Acesse as configurações de permalink em “Configurações” e, então, “Links permanentes”.

Escolha uma opção em que a URL contenha palavras relevantes, em vez de apenas um ID ou parâmetro, pois isso fornece mais informações aos usuários e mecanismos de busca.

Um bom slug pode afetar positivamente o seu SEO. Ele é um indicador usado pelo Google para entender o conteúdo da página. Então, certifique-se de que ele contenha palavras pelas quais você deseja ranquear.

Pense no que as pessoas esperam ver na URL. Por exemplo, a URL vejapixel.com.marketingdigital é mais relevante do que vejapixel.com/?p=607. Por outro lado, não exagere nas palavras-chave no slug, mas mantenha-o natural e legível.

Dicas práticas para otimizar slugs

  • Simplicidade: mantenha a URL o mais simples possível;
  • Padronização: use convenções de nomenclatura consistentes;
  • Hierarquia: limite a estrutura da URL a três níveis hierárquicos;
  • Evite datas: evite adicionar datas ao slug;
  • Palavras não essenciais: remova palavras não essenciais do slug;
  • Inclua palavras-chave relevantes: use palavras-chave relevantes no slug;
  • Legibilidade: torne o slug amigável para os leitores.

Aumente sua autoridade se quiser ranquear na primeira página do Google

Como vimos até aqui, são muitas as estratégias que você pode usar para subir nas posições das SERPs do Google. Porém, algo que você precisa para não só para chegar no topo, mas se manter lá, é de autoridade.

A autoridade do seu domínio (DA) é um fator decisivo para seu ranqueamento, pois ela comunica aos motores de busca que você entende mesmo do assunto e que eles podem exibir seus conteúdos aos usuários sem medo. Algo essencial para conseguir essa autoridade, que no SEO chamamos de link juice, é uma estrutura de link building.

O link building é uma construção de links, onde sites com boa autoridade colocam links nos conteúdos deles apontando para o seu. 

Voltando ao nosso exemplo de bolo de cenoura, vamos supor que o site Tudo Gostoso coloque um link nas receitas deles para um texto seu, que explica qual o melhor tipo de forma para assar bolos. Com isso, parte da autoridade do site de origem passaria para o seu. E se você colocasse links internos nesse texto, esse link juice iria se espalhar pelas páginas, fazendo seu DA aumentar.

Assim sendo, é essencial ter uma boa estrutura de link building, que começa pela aquisição de backlinks para seu site. A boa notícia é que você pode ser proativo e conquistar esses links. E nós podemos ajudar você com isso, pois temos contato com sites de DA acima de 90, além de outros também muito populares. Aliás, todos eles dispostos a fazer parcerias com você.

Portanto, não perca mais tempo e nem dinheiro: coloque nossas dicas em prática e entre em contato conosco hoje mesmo! Vamos juntos fazer seu site ranquear na primeira página do Google!

Autor:

Estudante de Marketing Digital, Tecnólogo, pela Faculdade Anhanguera, de Leme-SP, com diversas certificações na área e simplesmente apaixonada pela Redação Web. Casada, mãe e aprendiz da vida!

Quer receber mais conteúdo como esse?

Inscreva-se e receba em seu e-mail as melhores dicas para gerar mais tráfego e venda para o seu site.

O seu e-mail estará seguro e você poderá removê-lo quando quiser.
Seja avisado
Me avise sobre
guest
0 Comentários
Comentários de trechos do post
Ver todos os comentários

Aumente o Tráfego Orgânico do seu site

Invista em link building e seja melhor posicionado nos resultados de busca do Google, Bing, Yahoo e outros buscadores.

undraw growing - homem e gráfico crescente
0
O que achou deste conteúdo? Comente!x
Categorias:
Compartilhe: