Logo Vejapixel

SEO On Page: o que é e como otimizar elementos da página

Tópicos

SEO On Page é o tipo de otimização que foca nos elementos da página de um site para melhorar o ranqueamento nos buscadores. Essas otimizações são visíveis aos usuários e melhoram a sua experiência, além de ajudarem os robôs na indexação da página. 

SEO engloba uma série de estratégias de otimização do site com o objetivo de conquistar melhores posições no Google. Entre elas, está o SEO On Page, com ações práticas que você pode fazer nas suas próprias páginas.

O SEO On Page envolve otimizações de títulos, intertítulos, URLs, imagens, links internos e outros elementos que compõem o conteúdo de uma página. Otimizá-los para os buscadores ajuda não apenas a ganhar posições no Google, mas também a melhorar a experiência do usuário no seu site.

Portanto, não basta produzir um conteúdo de qualidade, relevante e único para o seu público. Para obter o melhor desempenho, também é preciso otimizar a página. Agora, vamos saber tudo sobre o SEO On Page e como aplicar nas suas estratégias!

O que é SEO On Page?

SEO On Page são as técnicas de otimização de elementos de uma página de site, como título, URL e descrição, com o objetivo de melhorar o seu posicionamento nos mecanismos de busca.

As otimizações de SEO On Page tornam a página mais amigável, tanto para os visitantes quanto para os robôs. Ao pesquisar no Google, o usuário já toma contato com as otimizações, que melhoram a sua experiência de leitura e navegação.

Da mesma forma, os robôs que rastreiam a página conseguem compreender melhor o seu conteúdo e indexá-lo corretamente. Baseado no uso de palavras-chave estratégicas, o SEO On Page ajuda o Google a entender para quais termos aquela página deve ser exibida nas buscas.

Dessa forma, o SEO On Page contribui para uma melhor classificação na SERP do Google, maior visibilidade e mais tráfego orgânico para o site.

SEO On Page X SEO Off Page: quais as diferenças?

Junto ao SEO On Page, existe o SEO Off Page. Enquanto o primeiro se refere às otimizações feitas na própria página do site, o segundo engloba as otimizações fora do site, principalmente o link building, com a construção de uma rede de links com outros domínios.

O principal objetivo do SEO On Page é melhorar a experiência do usuário na página, enquanto navega e consome o conteúdo. Já o foco do SEO Off Page é aumentar a autoridade do site, ao demonstrar para o Google a força da sua marca no mercado.

Outra diferença importante é que o SEO On Page depende apenas do administrador do site. Todas as otimizações estão sob seu controle. Já o SEO Off Page, como depende de backlinks e citações por outros sites, não está totalmente sob seu controle, embora você possa adotar estratégias de parcerias e fortalecimento da autoridade na web.

Por que SEO On Page é importante?

SEO On Page é fundamental para fortalecer suas páginas na disputa por posições no Google. Aliás, é o básico que você precisa fazer para competir na SERP, já que essas otimizações estão ao seu alcance e não dependem de ninguém mais a não ser você.

Ao subir posições nos resultados das buscas, o seu site ganha maior visibilidade e cliques. Você consegue atrair um tráfego qualificado para o site: são pessoas que estão buscando naquele momento por alguma resposta ou solução que você oferece. Dessa forma, as otimizações também contribuem para tornar a sua marca mais conhecida e atrair seu público-alvo.

Quando chegam até o seu site, os visitantes têm uma boa experiência. Otimizada com SEO On Page, a página oferece uma leitura agradável, entrega ao usuário o que ele está buscando e o mantém bem informado. Um site que oferece uma boa experiência consegue se aproximar mais do seu público.

Além disso, um site otimizado com SEO On Page tem uma melhor comunicação com os robôs do Google. Eles conseguem entender facilmente a estrutura e o conteúdo da página, bem como as suas palavras-chave mais importantes. Isso ajuda a indexar a página corretamente no buscador.

Como otimizar a página com SEO On Page

A seguir, vamos conhecer os principais passos para estruturar o seu planejamento de SEO On Page. Não pense que é só ir otimizando os elementos da página — antes, é preciso planejar, priorizar e organizar suas ações, com foco nos seus objetivos estratégicos. Vamos ao passo a passo:

1. Conheça o comportamento da persona

É importante conhecer a persona para planejar as ações de SEO On Page — assim como para qualquer outra estratégia de SEO e conteúdo.

Você deve saber a melhor forma de se comunicar com a persona para acertar nas palavras-chave, expressões e tom de voz. De acordo com o comportamento dela, você pode organizar o conteúdo de diferentes maneiras e usar mais intertítulos ou parágrafos mais curtos, por exemplo.

2. Faça uma pesquisa de palavras-chave

A pesquisa de palavras-chave é a base para o marketing de conteúdo e as estratégias de SEO. No SEO On Page, é fundamental pesquisar os termos mais usados pelos usuários do Google, de maneira que eles sejam aplicados nos elementos da página.

Para encontrar palavras-chave estratégicas, você pode usar ferramentas como Semrush, Ahrefs e Ubersuggest. Elas vão ajudar você a identificar termos mais usados, com maior volume de busca, e ainda analisar os concorrentes para saber quais palavras-chave eles estão usando.

3. Posicione as palavras-chave estrategicamente

As palavras-chave principais de cada conteúdo devem ser usadas em posições estratégicas na página. Estamos falando, por exemplo, do título, URL, heading tags, meta description e outros elementos que o algoritmo do Google mais considera para a indexação e o ranqueamento.

Dessa forma, o buscador consegue perceber o assunto principal que aquele conteúdo aborda e quais questões dos usuários ele pode responder. Assim, os robôs fazem a correspondência correta entre as buscas dos usuários e o conteúdo da sua página.

Mas é importante lembrar de usar as palavras-chave com parcimônia. Evite o seu uso excessivo e repetição insistente na página, que se torna cansativo. Em vez disso, saiba usá-las nos locais certos, com variações, sinônimos e termos relacionados, que melhoram a experiência do visitante.

4. Produza um conteúdo de qualidade

O marketing de conteúdo é aliado do SEO On Page. Produzir um conteúdo de qualidade é uma condição necessária para o bom desempenho da sua página nos buscadores. Afinal, é o conteúdo que traz as respostas para o usuário, é isso que ele está buscando.

Nenhuma otimização de SEO On Page consegue salvar um conteúdo de baixa qualidade. Então, como parte das otimizações da página, concentre-se em criar conteúdos únicos, originais, atualizados e relevantes para o seu público, que resolvam as suas dores e dúvidas, que eduquem, informem e engajem.

5. Otimize os elementos da página

Depois de passar pelos passos anteriores, agora sim é hora de otimizar os elementos da página com técnicas de SEO On Page. Vamos detalhar abaixo quais são os principais elementos da página que você deve otimizar.

Ao otimizar esses elementos, procure incluir as palavras-chave, mas pense principalmente no usuário, em como esses elementos podem melhorar sua experiência com o site. Como um título pode ser mais atrativo para o clique? Como as imagens podem ser mais descritivas para os usuários? Quais links externos podem ser mais relevantes? Considere essas questões.

Principais elementos para otimizar na página

Otimizar os principais elementos de SEO On Page é básico para a sua estratégia, já que são otimizações sob seu controle, simples de fazer na página. Mas, mesmo sendo básicas, elas podem alçar sua página às primeiras posições (porque os concorrentes muitas vezes não fazem sequer o mínimo…).

Agora, vamos analisar os principais elementos que você pode otimizar no SEO On Page. Acompanhe todas as dicas:

Título

O título é um dos principais fatores que o Google considera para a indexação e o ranqueamento. No código, é a Title Tag que define o título. Assim, ele aparece no resumo da página nos resultados da busca e na aba do navegador.

Esse elemento informa, tanto para o usuário quanto para os robôs, o que aquela página aborda. Por isso, o título deve ser descritivo sobre o conteúdo, incluindo a palavra-chave principal.

Mas lembre-se também que o título é o primeiro contato da página com o usuário na SERP do Google. Por isso, deve também ser atrativo para o clique, instigar o interesse em saber mais.

Heading Tags

Além do título, sua página também pode — e deve — ter intertítulos. Eles ajudam a estruturar o conteúdo de forma hierárquica. No código, eles são identificados pelas Heading Tags, organizadas de acordo com seu nível de importância.

H1 é a tag mais importante; em seguida, vem a H2; depois, a H3, e assim por diante. A H1 costuma se referir ao título da página, mas é diferente da Title Tag, pois aparece apenas ao abrir a página, geralmente no topo.

Já as tags H2, H3 etc. se referem a intertítulos, que dividem o conteúdo em seções. Mas procure não usar muitos níveis de Heading Tags (o ideal seria até H4 ou H5).

Para o algoritmo do Google e para o usuário, as Heading Tags são importantes para entender como o conteúdo se organiza, além de indicar seus principais tópicos. Por isso, é importante aqui também incluir palavras-chave, suas variações e termos relacionados.

Para a experiência de leitura, essas divisões também são importantes, porque oferecem um respiro ao leitor e melhoram a escaneabilidade do texto. 

Meta description

A meta description é mais uma marcação no código que ajuda no SEO On Page. Trata-se da descrição da página que aparece nos resultados da busca, junto ao seu título e link.

A descrição da página também traz informações ao Google e ao usuário sobre os assuntos que ela aborda. Assim como o título, também é um dos primeiros contatos do usuário com o conteúdo, por isso deve também ser atrativo para incentivar o clique e atrair tráfego.

Incluir a palavra-chave na meta description também é importante. Se coincidir com o termo digitado pelo usuário, ela aparece em negrito na SERP e chama mais atenção do usuário.

Mas é importante saber que, mesmo definindo uma meta description, pode ser que o Google selecione outro trecho da página para exibir na SERP, se o buscador julgar mais relevante para aquela busca.

URL e slug

URL e slug são elementos fundamentais do SEO On Page. Eles também informam aos robôs e aos usuários o principal assunto da página, geralmente de forma ainda mais concisa que o título e a descrição.

A URL é o endereço da página na web. De maneira geral, você deve escolher uma estrutura de URL descritiva e informativa para o seu site, que evite o uso de códigos e números incompreensíveis. Por exemplo: prefira “site.com/cama/travesseiro” em vez de “site.com/p=567”.

Já o slug se refere à última parte da URL, que identifica a página em questão. No exemplo acima, seria o “travesseiro”. Aqui é importante usar a palavra-chave — muitas vezes, apenas ela é suficiente — ou um resumo do título para endereçar a página.

Imagens

Imagens também devem ser otimizadas no SEO On Page. A otimização das imagens traz informações valiosas para o Google e para o usuário, acelera o carregamento e ainda melhora a escaneabilidade, como vamos ver logo mais.

Uma das principais informações da imagem que você deve otimizar é o texto alternativo, identificado pela Alt Tag. Esse texto é usado para identificar a imagem quando ela não carrega corretamente e quando o usuário está usando um leitor de tela — portanto, é também uma medida de acessibilidade.

Outro elemento importante é o próprio nome do arquivo. Edite essa informação antes de subir a imagem para o site, incluindo a palavra-chave.

Além disso, otimize a imagem para evitar lentidão no carregamento. Formatos como JPG, PNG e WebP, esse mais avançado, ajudam a reduzir o seu tamanho, sem perder qualidade. Você também pode aplicar o lazy load, uma técnica de programação que aciona o carregamento da imagem apenas quando ela entra no campo de visão do usuário.

Links internos

Links internos direcionam os usuários e os robôs do Google para outras páginas dentro do mesmo blog ou site. São usados para oferecer um conteúdo complementar aos visitantes, de maneira que eles tenham uma melhor experiência e conheçam outras páginas do site.

No SEO On Page, os links internos também ajudam o Google a entender as relações e hierarquias entre os conteúdos do site. Por exemplo, quando uma página de maior autoridade do site inclui links internos, ela transmite sua autoridade a outras páginas e ajuda no seu ranqueamento.

Além disso, um link interno que é incluído em várias páginas do site indica que aquele conteúdo é importante. Se esse link aparece no início do texto, ele tende a indicar mais relevância ainda para o Google. Pense ainda no texto-âncora dos links internos: ao incluir a palavra-chave da página de destino, eles ajudam a fortalecê-la para aquele termo.

Links externos

Links externos, por sua vez, direcionam o usuário para páginas de fora do site ou blog. Mas de que forma isso contribui para a sua estratégia de SEO On Page?

Mais uma vez, a experiência do usuário é o foco. Ao usar links externos, você quer oferecer um conteúdo extra para o seu leitor, que agregue informações ao que ele está buscando.

Mas, para o algoritmo do Google, os links externos também têm outra função importante: eles mostram com que sites você se relaciona. Por isso, é importante criar links externos apenas para sites confiáveis, que tenham autoridade e conteúdos de qualidade.

Início do conteúdo principal

O início do conteúdo também é uma parte importante da página. O Google entende que as palavras e links que aparecem no começo têm mais relevância que aquelas que aparecem no meio ou no fim.

Por isso, priorize incluir a sua palavra-chave principal nas primeiras linhas do conteúdo, bem como o link interno que mais importa para a sua estratégia. Em posts de blog, por exemplo, muitos incluem um “bigode”, que é uma frase ou pequeno parágrafo, logo abaixo do título, com um pequeno resumo sobre o conteúdo.

Escaneabilidade

A escaneabilidade não é um elemento da página, mas uma característica que deve constar no conteúdo. Faz parte do SEO On Page, porque ajuda a otimizar a experiência na página.

Um conteúdo é escaneável quando o leitor consegue apreender suas principais informações facilmente, em uma leitura rápida, como é comum na web. Para isso, você pode otimizar o conteúdo usando os seguintes recursos:

  • Intertítulos para divisão do texto em tópicos;
  • Índice de tópicos no início do texto;
  • Negritos, itálicos e outros tipos de destaque (com moderação);
  • Imagens, gráficos, tabelas e outras representações visuais;
  • Listas numeradas ou com marcadores (bullet points);
  • Formatação adequada de fontes e espaçamento; 
  • Parágrafos curtos e alinhados à esquerda, em vez de grandes blocos de texto.

SEO On Page avançado: principais técnicas

Se você já aplicou as técnicas básicas, que tal avançar um pouco mais? Trouxemos aqui algumas ações de SEO On Page avançado, que vão melhorar ainda mais seu posicionamento e a experiência do usuário.

Perceba que, nas técnicas avançadas, o SEO On Page se mistura com o SEO Técnico, que envolve um maior conhecimento de programação e pode levar mais tempo. Veja agora quais são as técnicas:

Rich snippets

Rich snippets são atributos adicionados ao resumo (snippet) da página na SERP, que agregam alguma informação sobre o conteúdo da página. Eles ajudam a atrair mais cliques, porque se destacam dos demais resultados. Alguns exemplos de rich snippets:

  • Sitelinks;
  • Preço e disponibilidade de produtos;
  • Tempo de preparo de receitas;
  • Nota e avaliação em estrelas pelos usuários;
  • Data e local de eventos.
Exemplo de rich snippets, que podem ser otimizados com SEO On Page

Para adicionar rich snippets ao resumo das suas páginas, é preciso incluir marcações por meio de dados estruturados no código da página. Isso pode ser feito com o Schema Markup, se você tiver conhecimento em programação, ou um plugin do WordPress, como o All In One Schema Rich Snippets.

Featured snippets

Featured snippets são trechos que o Google extrai de páginas da web para oferecer como respostas rápidas na SERP. 

Esses trechos em destaque trazem uma resposta objetiva para a pesquisa do usuário, sem que ele precise clicar no link, a não ser que queira mais informações. Eles aparecem antes dos demais resultados orgânicos (por isso, são chamados de “posição zero” do Google).

Você pode otimizar a página para conquistar um espaço em featured snippets, embora só o Google decida que site vai aparecer lá. Para isso, é importante utilizar intertítulos nas heading tags, com perguntas frequentes dos usuários, e respondê-las de forma clara e objetiva, nas primeiras linhas do tópico.

Exemplo de featured snippets, que podem ser otimizados com SEO On Page

Velocidade de carregamento

Quem ainda tem paciência de esperar um site lento carregar? Se demora alguns segundos, os usuários já partem para outro site — muitas vezes, o seu concorrente…

Por isso, otimizar o tempo de carregamento é fundamental e, não por acaso, um fator de ranqueamento para o Google. Já demos algumas dicas para otimizar imagens, que podem impactar bastante na velocidade do site. Mas também é possível otimizar elementos do código e da hospedagem. Vamos a um breve checklist:

  • Compactar imagens;
  • Aplicar lazy loading para atrasar o carregamento de objetos fora da visão; 
  • Limitar o uso de scripts externos;
  • Ativar a compactação em Gzip para reduzir arquivos enviados pelo servidor;
  • Eliminar elementos desnecessários do código (minificar CSS e JavaScript);
  • Escolher um servidor de hospedagem confiável e com menor tempo de resposta.

Na ferramenta PageSpeed Insights, você pode verificar o desempenho do seu site ou de uma página específica nas principais métricas de velocidade.

Compatibilidade com dispositivos móveis

Embora existam outras técnicas, o design responsivo é a principal forma de tornar o seu site compatível com dispositivos móveis. Para o Google, responsividade é um fator determinante no ranqueamento, já que a maioria dos usuários hoje acessam a internet pelo celular.

Essa técnica faz com que as páginas de um site se adaptem a qualquer tamanho de tela, sem precisar desenvolver diferentes versões. A maioria dos criadores de sites atualmente já incorpora o design responsivo em seus modelos e templates.

Mas é sempre importante verificar se está funcionando corretamente em diferentes tamanhos de tela, sem falhas de carregamento nem dificuldades de interação. Também na ferramenta PageSpeed Insights, você pode analisar o desempenho da sua página no celular e no computador.

Segurança do site

Segurança também é uma otimização importante do SEO On Page. Você precisa garantir proteção aos dados dos usuários e ter uma política de privacidade clara para o site. Isso é ainda mais importante em sites com login e transações financeiras, que guardam dados sensíveis.

A medida mais importante para garantir a segurança do site é adquirir um certificado SSL, que gera uma conexão segura com o servidor. O certificado aciona o protocolo HTTPS, que faz a criptografia dos dados e evita roubos, fraudes e usos indevidos. Para o Google, esse protocolo é imprescindível para os sites alcançarem as primeiras posições.

Métricas de SEO On Page: 5 indicadores-chave para acompanhar

Como saber se você está fazendo um bom trabalho em SEO On Page? É preciso monitorar uma série de métricas de SEO. Aqui, destacamos as principais que ajudam a analisar o desempenho das otimizações da página.

1. Ranking na SERP

Otimizar o SEO On Page deve ter um impacto nas posições que as páginas ocupam na SERP. Monitore no Relatório de Desempenho do Google Search Console a evolução do seu posicionamento para as suas principais palavras-chave.

2. CTR na SERP

A otimização do título, URL e meta description, além dos rich snippets e featured snippets, podem melhorar sua taxa de cliques. Então, monitore também o CTR orgânico das suas principais páginas no Google Search Console.

3. Tempo de permanência na página

Quando você otimiza o SEO On Page, melhora também a experiência na página. Por isso, os visitantes tendem a permanecer mais tempo consumindo o conteúdo e interagindo. Então, monitore essa métrica no Google Analytics. O tempo de permanência é um dos sinais do usuário que o Google considera para avaliar a experiência na sua página.

4. Número de páginas visitadas

Na mesma lógica do tempo de permanência, os usuários também tendem a visitar mais páginas do site se você oferecer uma boa experiência. O uso de links internos também colabora para isso. Então, pelo Google Analytics, fique de olho também no número de páginas visitadas.

5. Core Web Vitals

Core Web Vitals são as principais métricas de experiência do usuário na página. Elas informam sobre o desempenho do site ao carregar e responder às interações dos usuários. Você pode monitorar as seguintes métricas no PageSpeed Insights:

  • Largest Contentful Paint (LCP): avalia o desempenho do carregamento. 
  • Interaction to Next Paint (INP): mede a capacidade de resposta do site.
  • Cumulative Layout Shift (CLS): avalia a estabilidade visual durante o carregamento.

Enfim, SEO On Page é uma parte fundamental da otimização de um site para os mecanismos de busca.

São melhorias que você pode fazer de forma simples e prática nas páginas do site e que trazem resultados significativos na SERP. Se quiser um pouco mais, as técnicas avançadas podem ser um grande diferencial em relação aos seus competidores.Uma página bem otimizada, ao oferecer uma melhor experiência ao usuário, tem também mais chances de sucesso no link building. Aproveite para saber agora como criar conteúdos relevantes e linkáveis para fortalecer a sua estratégia!

Autor:

Redatora freelancer, publicitária e especialista em Marketing Digital. Experiência em SEO para conteúdo e criação de textos para blogs, sites, ebooks, emails e outros canais digitais.

Quer receber mais conteúdo como esse?

Inscreva-se e receba em seu e-mail as melhores dicas para gerar mais tráfego e venda para o seu site.

O seu e-mail estará seguro e você poderá removê-lo quando quiser.
Seja avisado
Me avise sobre
guest
0 Comentários
Comentários de trechos do post
Ver todos os comentários

Aumente o Tráfego Orgânico do seu site

Invista em link building e seja melhor posicionado nos resultados de busca do Google, Bing, Yahoo e outros buscadores.

undraw growing - homem e gráfico crescente
0
O que achou deste conteúdo? Comente!x
Categorias:
Compartilhe: